Continuidade e segurança em e-mail (Parte 2)

Continuidade e segurança em e-mail (Parte 2)

Este é o segundo post de uma série de 3 em que tratamos da continuidade e segurança do serviço de e-mail, se você não leu o primeiro sugerimos dar uma olhada: Continuidade e segurança em e-mail (Parte 1).

“Essa é uma solução sofisticada e completa de continuidade de e-mail, com a utilização da nuvem a sua implementação tem um custo acessível para pequenas e médias empresas.” HF Tecnologia

Como superar falhas de e-mail

A boa notícia é que as falhas de e-mail podem ser atenuadas com facilidade e gastos mínimos. Por outro lado, muitas empresas não conseguem diferenciar entre o conceito de uma solução de backup/arquivamento de e-mail e uma solução de continuidade de e-mail. Embora a maioria das organizações tenha uma estratégia de recuperação de desastres estabelecida, ela normalmente envolve a reconstrução de hardware e/ou software mais a recuperação de dados de e-mail vindos de uma solução de backup ou arquivamento, isso é diferente de ter acesso contínuo ao e-mail durante uma falha. Como uma empresa pode continuar seu trabalho de maneira otimizada durante o tempo (dias, as vezes semanas) em que reconstruirá sua infraestrutura no caso de falhas de hardware ou software, ou, pior ainda, em um desastre geral?

O que as empresas precisam é de um sistema ou serviço que forneça funcionalidade de e-mail contínua, não importando o que tenha acontecido com a rede, servidor ou dados do cliente. Para garantir a continuidade sem depender da rede local do cliente, as organizações precisam de um serviço off-site que lhes permita manter suas comunicações críticas de e-mail, incluindo a capacidade de acessar e-mails enviados à empresa enquanto sua infraestrutura estava fora do ar e de responder a esses emails.

Opções de serviço hospedado de continuidade de e-mail

Um serviço de continuidade de e-mail hospedado externamente permite que a organização evite a perda de produtividade e outras consequências das falhas de e-mail, há três serviços nessa categoria:

  1. Somente enfileiramento. As mensagens são armazenadas temporariamente quando não podem ser entregues, normalmente quando um servidor de correio fica offline. Os usuários não têm acesso a essas mensagens até que o serviço de e-mail volte a ficar online, quando isso ocorre, o serviço de enfileiramento entrega as mensagens enfileiradas. Os e-mails não são perdidos; porém, a produtividade é bastante afetada, e uma solução somente de enfileiramento não é uma solução de continuidade verdadeira.
  2. Continuidade por serviço de correio integrado e enfileiramento. Nesse caso, as mensagens são armazenadas temporariamente quando não podem ser entregues, os usuários têm acesso às mensagens enquanto internamente o e-mail está offline, por meio de um mecanismo baseado na Web independente da rede do cliente. Nesse site, os usuários podem visualizar essas mensagens, responder a elas e criar novas mensagens. Quando o serviço volta a ficar online, as mensagens na fila serão enviadas aos usuários. Nenhum e-mail é perdido, e a produtividade não é afetada. Essa é uma solução de continuidade de e-mail básica que pode ser implementada sem muita complexidade.
  3. Continuidade progressiva. Em vez de armazenar mensagens temporariamente somente quando o servidor está fora do ar, todas as mensagens sempre são armazenadas externamente. Se o serviço de e-mail é afetado localmente ou se certos dados forem corrompidos, um administrador pode disponibilizar acesso completo ao conteúdo de e-mails (antigos, novos, enviados e recebidos), os usuários também tem acesso a um mecanismo integrado baseado na Web para acessar essas mensagens. Essa é uma solução sofisticada e completa de continuidade de e-mail, com a utilização da nuvem a sua implementação tem um custo acessível para pequenas e médias empresas.

O uso de um serviço hospedado de continuidade de e-mail é importante e inclusive substitui a solução estabelecida para backup ou arquivamento de e-mail. Devido aos riscos de uma solução local ser afetada pelo mesmo problema que afeta o serviço interno de e-mail ou a rede local do cliente, um serviço de continuidade hospedado externamente é a única opção viável para garantir acesso contínuo à funcionalidade de e-mail caso haja falhas na infraestrutura do próprio cliente.

No último post desta série mostraremos como encontrar uma solução que garanta a continuidade do serviço de e-mail, Continuidade e segurança em e-mail (Parte 3).

Atualizado em 14/06/2016 às 16:57.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será divulgado.