Substituto para o emissor gratuito de NFe

Substituto para o emissor gratuito de NFe

Sabemos desde agosto do ano passado que o software emissor gratuito de NF-e disponibilizado pela Secretaria da Fazenda (SEFAZ) de São Paulo foi descontinuado, impossibilitando novas instalações, correções e qualquer tipo de suporte pela SEFAZ. Quem tem o software instalado continua podendo utilizá-lo normalmente, porém se der algum problema ou precisar reinstalá-lo ficará na mão.

Descrição da Imagem

Somos conscientes e informamos sempre aos nossos clientes que o ideal é utilizar um sistema pago que garanta mais recursos, atualizações, design melhor e suporte rápido em caso de problemas. Porém para quem deseja a gratuidade do sistema, é possível continuar utilizando um software muito parecido, sem custos mas fornecido agora pelo Sebrae.

O problema

Semana passada  tivemos problema no emissor em um dos nossos clientes, eles ainda estão em fase de implantação do sistema interno e por isso obrigados a utilizar o emissor gratuito.

Após uma atualização de Java aplicada indevidamente pelo usuário, o software emissor gratuito parou de abrir. Para ajudar, o cliente não fazia o backup do sistema havia 02 meses!

Várias tentativas de solução foram aplicadas, remoção da atualização do Java, restauração do Windows, reinstalação da versão antiga do Java, mas nada fez o programa voltar a carregar. Um dos grandes defeitos desse programa é ser baseado 100% em Java, inclusive o seu banco de dados, isso torna difícil portá-lo para outro computador ou reparar problemas de funcionamento.

A única solução seria a reinstalação do aplicativo, como o cache do Java não fora apagado, o sistema voltaria a funcionar com os dados de todas as notas, produtos, emitentes e clientes. Porém, infelizmente o software fora descontinuado, impedindo que o instalador baixe o software no momento da instalação.

Opção gratuita

Após conversa com o suporte do Sebrae, obtivemos a informação que se instalássemos o Emissor Gratuito de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) agora sob responsabilidade do Sebrae, as chances do novo software reconhecer os dados do emissor com problema seriam bem grandes.

Partimos para o download do novo software, antes foi necessário fazer um cadastro em nome do cliente, instalamos normalmente e reconheceu os dados perfeitamente. Ao final foi preciso apenas adicionar os certificados de token A3 e o cliente conseguiu emitir as notas.

Fica a dica, quem ainda está utilizando o emissor gratuito para Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) e Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e), o software do Sebrae tem funcionando normalmente, os recursos e design são idênticos ao do sistema anterior da SEFAZ-SP.

Referências

  1. Secretaria da Fazenda – Nota Fiscal eletrônica. Acessado em 01/03/2018.

Comentários (2)

  • Bruno Almeida Reply

    Para uma licença FPP ser válida é necessário ter a nota fiscal de compra, todo o conteúdo do produto (embalagem, manual e mídia) e estar instalada na quantidade correta de equipamentos.

    PERGUNTA:
    Então se na minha empresa chegar uma fiscalização Microsoft eu não preciso mostrar apenas a Nota Fiscal? Nunca vi isso de exigir a embalagem, manual e midia.

    16 de março de 2018 at 15:30
    • HF Tecnologia Reply

      Olá Bruno.

      Exatamente, pois a chave de ativação fica na embalagem do produto e não virtual (ESD), em um contrato por volume (Open) ou colada no equipamento (OEM).

      Atenciosamente,
      Equipe HF Tecnologia

      Observação: sugerimos que essa dúvida seja publicada no post Entenda sobre licenças ESD, FPP e OEM Microsoft.

      16 de março de 2018 at 16:24

Deixe um comentário

Seu e-mail não será divulgado.