Guia sobre como escolher a impressora ideal (Parte 1)

Guia sobre como escolher a impressora ideal (Parte 1)

Impressoras sobre balcão

Por mais que a digitalização de documentos avance cada dia mais, a impressão em empresas e residências ainda é algo presente e necessário, seja um documento para conferência e assinatura por uma pessoa ou até uma apresentação em uma reunião. Com certeza o volume de folhas impressas nesses ambientes caiu nos últimos anos, porém a impressora ainda é um item indispensável.

É muito comum nossos clientes apresentarem dúvidas no momento de adquirir uma impressora ou multifuncional, sempre auxiliamos na escolha e aquisição do equipamento e nos próximos dois posts vamos apresentar as nossas dicas para fazer uma escolha certeira, sugerimos a leitura dos tópicos na ordem em que são apresentados.

Orçamento disponível para investimento

Um dos primeiros itens que perguntamos é o valor disponível para investimento, as vezes o cliente não quer gastar muito, quer pagar o mínimo possível, nesse caso recomendamos equipamentos de entrada (até R$400,00). Se o orçamento puder aumentar um pouco (até R$1.200,00), há equipamentos com mais recursos e mais robustos, provendo tecnologias que facilitam a vida como conectividade WiFi e impressão duplex.

Agora, se não há limite no orçamento, quando o objetivo é o máximo em tecnologia, então vemos o equipamento com as melhores características para superar as reais necessidades do cliente, ele pode não precisar de alta qualidade color e PB (preto e branco), mas deseja essencialmente alta velocidade de páginas por minuto impressas (ppm) e uma boa memória para suportar vários trabalhos de impressão. Lembre-se de começar definindo o teto de orçamento, afim de não perder tempo pesquisando equipamentos fora do orçamento.

Diferenças entre jato de tinta e laser

Sobre a tecnologia de impressão, existem impressoras do tipo jato de tinta, laser, de impacto, térmica, solvente, cera, dye-sublimation, sublimação e tinta sólida, vamos focar apenas em jato de tinta e laser, as demais são muito utilizadas em trabalhos gráficos e indústrias diversas, fora do nosso escopo. Ambas as tecnologias, jato de tinta e laser, são relativamente antigas, isso significa que já foram muito bem testadas e desenvolvidas, sendo as melhores opções para impressão em escritório e residência.

Impressoras jato de tinta utilizam cartuchos de impressão, funcionam com 01 cartucho (preto ou colorido), 02 cartuchos (preto e colorido), 04 ou mais cartuchos (preto e algumas cores) ou ainda utilizam um reservatório de tinta (também conhecido como tanque ou bulk ink). Uma impressora ou multifuncional jato de tinta tem qualidade de impressão razoável e custos de aquisição e de suprimentos baratos, são boas opções para um ambiente com baixo volume de impressão (até 30 páginas/dia ou 1000 páginas/mês) e sem alta exigência de qualidade de impressão. Recomendamos um equipamento de 02 cartuchos quando o volume de impressão é de até 50 páginas/mês, acima disso é interessante pensar num equipamento com reservatório, equipamentos desse tipo tem um custo de aquisição 3x maior, porém na hora de reabastecer de tinta, o custo de suprimento é até 20x mais baixo quando comparados com impressoras de cartucho.

Equipamentos com tecnologia laser são mais robustos, tem mais qualidade (resolução) na impressão, são mais rápidos porém a linha de suprimentos é mais cara, subindo consideravelmente em equipamentos com impressão colorida. A título de comparação, enquanto uma impressora com reservatório de tinta imprime 4.000 páginas com um refil que custa em média R$100,00*, uma impressora de toner imprime 2.000 páginas com um toner de R$200,00*, a diferença é grande.

Impressoras mono laser são muito utilizadas e tem um lugar cativo em empresas, elas tem um custo acessível e agregam todas as vantagens da tecnologia laser. Agora se há necessidade de impressão colorida, deve-se calcular custos de aquisição, suprimentos e manutenção e comparar com o custo de se imprimir trabalhos em gráficas, normalmente sai mais barato.

Precisa digitalização e fax?

O próximo tópico a ser definido é para que será utilizado: somente impressão, ou ainda digitalização e talvez fax. Equipamentos apenas com a função de impressão (impressoras) são mais baratos, as tecnologias e qualidade de impressão são iguais às multifuncionais (equipamentos que além de imprimir, digitalizam e até enviam fax), a vantagem desses últimos é agregar novas funções ao equipamento, porém para isso há um peso no custo.

Vale lembrar que a velocidade, qualidade e compactação de digitalização de uma multifuncional é inferir em relação ao um scanner de mesa, um scanner pode processar uma quantidade de páginas maior de forma automática, consegue gerar documentos com tamanho (em bytes) menor, tem resolução e velocidade maiores.

Clique aqui e confira a segunda e última parte desse guia.

Atualizado em 10/05/2017 às 14:42.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será divulgado.